Psicanalistas, oriundos de diferentes instituições da IPA, reúnem-se para debater a criação de uma nova Sociedade Psicanalítica em Porto Alegre.

1990 – Fundação do Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) constituído por Alberto Abuchaim, Ana Rosa Chait Trachtenberg, Antônio Luiz Bento Mostardeiro, David Zimmermann, Gildo Katz, Gley Silva de Pacheco Costa, Izolina Fanzeres, José Facundo Passos de Oliveira, José Luiz Freda Petrucci, Júlio Roesch de Campos, Leonardo Adalberto Francischelli, Lores Pedro Meller, Luiz Gonzaga Brancher, Marco Aurélio Rosa, Newton Maltchnik Aronis, Renato Trachtenberg e Sérgio Dornelles Messias.

Em agosto ocorre a primeira reunião científica do GEP a partir do texto de Freud (1916)  “Sobre a Transitoriedade”.

1991 – Realizada a primeira atividade científica aberta, uma mesa redonda intitulada “A Repressão”.

1992Eleição do comitê diretivo permanente do GEP – constituído por Alberto Abuchaim, Gley Silva de Pacheco Costa, Leonardo Adalberto Francischelli e Newton Maltchnik Aronis, o qual deu início aos contatos para o reconhecimento do GEP pela IPA.

Em 17 de dezembro, na reunião do Council da IPA em Nova York, o GEP foi aceito como Grupo de Estudos – condição referendada pelo Business Metting do IPAC de 1993, em Amsterdã.

1993 – Eleição da primeira Diretoria do GEP: Lores Pedro Meller (presidente), José Luiz Freda Petrucci (secretário), Izolina Fanzeres (tesoureira), Ana Rosa Chait Trachtenberg (secretária científica) e Gley Silva de Pacheco Costa (Liaison).

1994Eleição da primeira Diretoria do Instituto: Marco Aurélio Rosa (diretor), Sérgio Dornelles Messias (secretário), José Luiz Freda Petrucci (coordenador da comissão de formação) e Gildo Katz (coordenador da comissão de seminários).

1995Início da primeira turma de candidatos do Instituto de Psicanálise do GEP.

Ana Julia Varga Menuci, Ceres Simone Simon, Fátima Maria Fedrizzi, Heloisa Helena Poester Fetter, Jacques José Zimmermann, Marco Aurélio Crespo Albuquerque, Rovena Gazola Tavares e Silvia Katz.

1997 – Reconhecimento no IPAC de Barcelona como Sociedade Provisória da IPA.

1998 – Concessão ao Prof. David Zimmermann do título de membro honorário.

2001 – Reconhecimento no IPAC de Nice como Sociedade Componente da IPA.

2002 – Homenagem aos integrantes do Visit Sponsoring e Liaison Committees. São eles: Elfriede Susana Lustig Ferrer, Leonardo Wender, Miguel Angel Rubinstein, Samuel Zysman e Sara Zac de Filc. Fundação do Núcleo de infância e adolescência (NIA).

Criação do Núcleo Psicanalítico de Florianópolis (NPF), patrocinado pela SBPdePA.

2004 – O Núcleo de Infância e Adolescência NIA teve o seu “Spread of Childhood and Teenage Psychoanalysis” aprovado e auspiciado pelo Developing Psychoanalytic Practice and Training Programme (DPPT) da IPA. Foi a primeira sociedade da América Latina a receber essa qualificação.

2019A SBPdePA está constituída por 40 membros Titulares, 31 membros Associados e 5 membros Convidados. O Instituto de Psicanálise da SBPdePA está constituído por 91 membros.