Seminário Aberto – Módulo VIII

SEMINÁRIO ABERTO DO INSTITUTO DE PSICANÁLISE se entende como avanço da Ciência: aprendemos? 

Uma série de conversas sobre a Física e suas repercussões na cultura humana

8/10/2018 – Como a Ciência avança: leis da Física; o que é modelo e o que é teoria.

15/10/2018 – Relatividade – Percepção – Simultaneidade.

22/10/2018 – Mecânica quântica: Observador/observação; Dualidade onda-partícula; Tunelamento quântico (Dialética) 

29/10/2018 – Redes neurais – Consciência – Conectomas – Inteligência artificial. 

 

Resumos relativamente mais detalhados dos temas abordados:

8/10:    Um pequeno passeio pelos métodos ocidentais de entender a natureza; o papel da Matemática na descoberta científica e seu entendimento; Química, Biologia e outras divisões frente à Nanotecnologia e o fim das divisões arbitrárias entre as ciências.

 

15/10: Trataremos principalmente da Relatividade Restrita, que é suficiente para convencer-se (com pouquíssima matemática!) que nossas noções de tempo e espaço são falseadas, levando a aparentes paradoxos sobre causa e efeito, simultaneidade e nossa capacidade de prever fenômenos naturais. Aparentemente nossa educação formal aniquila a forma espontânea de pensar das crianças, que seguem o método relativístico antes de começar a ter contato com o “senso comum” na escola e nas famílias.

 

22/10   Nesta discussão sobre Mecânica Quântica, abordaremos alguns dos conceitos mais perturbadores e interessantes dos achados do começo do século XX. Assim, veremos que o conceito de observador tem que ser reformulado, já que a observação modifica o observado. Este aspecto vem junto com outros conceitos que usaram a Dialética para codificar os processos que identificamos com a dualidade onda-partícula e conceitos como o tunelamento quântico que, mesmo sem ser de conhecimento popular, fez a revolução da eletrônica de nossos dias (um transistor só funciona graças ao tunelamento, e vivemos cercados de eletrônica por todos os lados).

 

29/10   Neste último encontro vamos discutir como as ideias tratadas nos três primeiros encontros puderam ser ampliadas para chegar a coisas que, aparentemente, não poderiam estar correlacionadas. Um dos exemplos mais básicos é o caso das redes neurais, que hoje se constituem num ramos da Física e da Matemática, mas que pouco a pouco está envolvendo ramos da Medicina etc. É assim que vamos explorar algumas das novas “ciências híbridas” que unem o pensamento humano com as descrições mais recentes de inteligência artificial, uma possível descrição da consciência e os estudos que avançam no sentido de descrever com mais detalhes o que é usado pelo homem para “pensar”.

Local: Sede da SBPdePA – Praça Maurício Cardoso, 07 – Moinhos de Vento – Porto Alegre

Informações: comunicacao@sbpdepa.org.br | 51 33336857

INSCREVA-SE:

Membros da SBPdePA Isentos
Profissionais R$ 200,00





Estudantes de Graduação R$ 150,00